1b

Bolivia TRINIDAD catalunia Angola portorico dominica Chile México India Israel malasia noruega Australia Mozambique colombia Equador Camboya Bulgaria Romenia Costa Guatemala Polonia Lanka Suiza Vietnam Panama Finlandia Belgica Tailandia Bhutan San Domingo Peru

quarta-feira, 15 de julho de 2015

UFO REVELAÇÃO: Ex-coronel Afirma ter Provas de Aparição de Ovni na Inglaterra

Um coronel britânico reformado afirma ter novas evidências de que pelo menos um ovni 
(Objeto Voador Não Identificado) teria pousado perto de uma base aérea americana em Suffolk, na Inglaterra.
Coronel diz ter tentado, sem sucesso, localizar a origem das luzes que viu em uma floresta em Suffolk

Charles Halt disse à BBC que viu tais objetos na floresta de Rendlesham, em dezembro de 1980.
Ele afirma, no entanto, que só agora conseguiu reunir declarações de operadores de radar das bases próximas da Força Aérea Real britânica (RAF) confirmando que um objeto de fato foi monitorado naquela época.
Halt, de 75 anos, afirmou que tanto ele quanto membros da equipe de segurança da base de Bentwaters teriam visto o objeto.
Ele era vice-comandante da base na época e hoje vive na Virginia, nos Estados Unidos. O coronel afirma que seus colegas não quiseram falar sobre o assunto até se aposentarem, mas que, recentemente, teriam entregado depoimentos por escrito a ele.
"Eu tenho confirmação de que (os operadores de radar de Bentwaters) viram o objeto passar por seus 96 km de área (monitorada) em dois ou três segundos, milhares de quilômetros por hora. Depois, ele voltou para o campo de visão do radar e parou ao lado da caixa d’água. Eles o observaram e o viram entrar na floresta onde nós estávamos", disse Halt.
"O que quer que fosse (o objeto voador), estava claramente sob controle inteligente."
O Ministério de Defesa britânico disse à BBC que não lida mais com relatos sobre óvnis.
O ufólogo britânico John Hanson diz considerar Halt uma testemunha confiável. Segundo ele, houve um "esforço coordenado para esconder a verdade" sobre as supostas aparições em 1980.
Para Hanson, as provas de que o óvni teria sido captado pelo radar enfraquecem a versão do governo na época, de que o fenômeno se tratava de pessoas que interpretaram incorretamente as luzes de um farol.
Militares aposentados teriam apresentado depoimentos sobre avistamento de objeto não identificado em 1980

O mistério da Floresta de Rendlesham
Dois seguranças da Força Aérea americana, John Burroughs e Jim Penniston, foram os primeiros a relatar que teriam avistado luzes estranhas em 26 de dezembro de 1980, próximo à base de Bentwaters, que foi usada pelos Estados Unidos desde a Guerra Fria até 1993.
O coronel Halt também gravou um depoimento na época descrevendo seus esforços para encontrar a origem da fonte de luz.
Ao longo do tempo, foi sugerido que as luzes vistas na floresta de Rendlesham podem ter sido testes de projetos militares, um helicóptero carregando uma cápsula falsa da nave espacial americana Apollo, uma brincadeira de aviadores e as luzes de um farol em Orford Ness.
Reveja o post do UFOS ONLINE abaixo:

UK Defence Intelligence: Testemunhas Podem ter sido Expostas à Radiação de UFO

A testemunha de avistamento do UFO mais famoso do Reino Unido diz que ele pode estar sofrendo os efeitos da radiação, em um recente comunicado de imprensa , aponta que um relatório do Reino Unido Defence Intelligence (DI) sugere que ele pode ter sido exposto à radiação UFO. Enquanto isso, a Força Aérea dos EUA diz que eles perderam o seu serviço e os registros médicos da época.
Foi noticiado esta semana que o Ministério da Defesa britânico (MoD), admitiu que eles vão lançar mais arquivos ufológicos , apesar de ter dito que já havia lançado todos os seus arquivos ufológicos. Esta revelação atual foi devido aos esforços de John Burroughs, uma testemunha militar para avistamento de UFOs mais famoso do Reino Unido.
Continuação do post no link abaixo:
Fontes:
Mais um post by: UFOS ONLINE

                                                 Veja o Vídeo Abaixo:


                                                Fonte:M5RLIN

Nenhum comentário:

Postar um comentário