UFOS ONLINE - Todos os dias notícias sobre UFOs, OVNIs e Extraterrestres UFOS ONLINE

1b

2

1

quinta-feira, 26 de janeiro de 2023

Ex-oficial da Marinha dos EUA viu OVNIs e base alienígena secreta escondida na zona de exclusão aérea da Antártida

 A Antártida é uma das regiões isoladas, longe da civilização na Terra o que a torna a área mais favorável para realizar uma operação de pesquisa secreta ou um local onde a vida extraterrestre se abrigaria. O denunciante de OVNIs chamado “ Brian S ” que serviu na marinha dos EUA testemunhou que viu a entrada de uma base alienígena secreta e objetos voadores não identificados (OVNIs) na Antártida enquanto servia na Marinha dos EUA.

Em 2 de janeiro de 2015 a repórter e editora do Earthfiles Linda Moulton Howe recebeu um e-mail de Brian que se apresentou como um engenheiro de voo de primeira classe aposentado da Marinha dos EUA. Então o pessoal da marinha de 61 anos ingressou na marinha dos Estados Unidos em 1977 e se aposentou 20 anos depois em 1997. Ele forneceu a Linda seus documentos DD214 e outros certificados de serviço, incluindo uma Medalha de Serviço Antártico dada a ele em 20 de novembro de 1984.

Brian disse a Linda que sua tripulação do C-130 encontrou grande estranheza enquanto transportavam cargas e faziam resgates na Antártida no período de 1984-1985 a 1997. Várias vezes ele e a tripulação do C-130 observaram discos de prata disparando no céu sobre as Montanhas Transantárticas que separam a Antártica Oriental da Antártica Ocidental.

Brian e sua equipe também viram um enorme buraco do tamanho de um campo de futebol no gelo a apenas cerca de 8 a 16 quilômetros do Pólo Sul geográfico, que deveria ser uma estação de amostragem de ar, mas em uma zona de exclusão aérea.

Mapa geral da rota de voo. Crédito: southpolestation.com

Linda disse que durante uma crise de evacuação médica de emergência para acelerar sua viagem a tripulação voou por aquela zona de exclusão aérea e aparentemente viu uma suposta entrada para o que se dizia ser uma base de pesquisa de colaboração científica humana e ET sob o gelo.

Então em um acampamento perto de Marie Byrd Land uma dúzia de cientistas desapareceu por duas semanas e quando reapareceram a tripulação de voo de Brian recebeu a missão de buscá-los. Brian disse que os cientistas não falavam e seus rostos “pareciam assustados”.

Brian e sua tripulação receberam várias ordens em momentos diferentes para não falar e foram severamente informados: “Você não viu o buraco no gelo, não viu nada”. Mas Brian nunca foi solicitado a assinar uma declaração oficial de não divulgação. Ele está convencido de que não-humanos estiveram e provavelmente estão trabalhando neste planeta.

Ele disse em seu e-mail para Linda: “A conversa entre as tripulações de voo foi que há uma base de OVNIs no Pólo Sul e alguns membros da tripulação ouviram falar de alguns dos cientistas que trabalham no pólo que EBAs (entidades biológicas extraterrestres) trabalharam com os cientistas sob aquele campo de amostragem de ar em um grande buraco de gelo perto do pólo.

Abaixo está uma transcrição da entrevista que ocorreu entre Linda Howe e Brain S na estação de rádio KGRA em 11 de setembro de 2017:

Linda : Vamos começar desdobrando cronologicamente. Você foi designado para a Antártida por volta de 84 a 85 e estava na tripulação do C-130. Você pode me contar sobre o primeiro evento de alta estranheza que ocorreu? Você estava baseado em McMurdo e recebeu uma chamada de emergência médica. Você pode me contar o que aconteceu?

Brian : Pelo que me lembro nossa equipe estava se preparando naquela manhã. Estávamos nos preparando para descer ao aeródromo e pré-voar a aeronave, carregando-a para nossa missão. Nossa missão naquele dia não estava indo para o Pólo Sul, mas sim um reabastecimento científico em algum lugar no lado ocidental do continente.

Foi um voo curto provavelmente de uma hora e meia a 45 minutos para o grupo científico que havia sido implantado. No entanto, recebemos uma mudança de missão quando fomos para as operações. Disseram-nos para pegar um de nossos aeromodelos, abastecê-lo até a capacidade máxima, voar para o Pólo Sul e em seguida, reabastecer o combustível novamente antes de voar para Davis [Estação] para uma evacuação médica de alguém que se feriu e precisava ser retirado do continente imediatamente.

Evacuação médica da Força Aérea dos EUA da Estação Davis

Chegamos ao Pólo Sul sem incidentes. O voo foi normal e nenhuma carga foi carregada na aeronave. Tínhamos mais algumas pessoas na tripulação, uma delas sendo nosso socorrista  e nosso cirurgião de vôo também foi trazido na aeronave. Eles seriam responsáveis ​​por cuidar do paciente depois que o pegássemos e voltasse para McMurdo.

Enquanto eu abastecia a aeronave no Pólo Sul, nosso navegador traçava um curso do Pólo Sul até Davis. Eu não sabia que iríamos nos desviar do plano original até que já estávamos nos desviando. O piloto perguntou ao nosso navegador: “Para onde estamos indo agora? Não estamos indo para onde pensávamos que estávamos indo.”

Fomos instruídos a voar em um determinado curso, que passava por cima de uma estação de amostragem de ar, que ficava a aproximadamente cinco a dezesseis milhas do Pólo Sul. Esta área não era uma zona de trânsito normal para nosso esquadrão, e o capitão perguntou à tripulação ou ao navegador sobre a zona de exclusão aérea. Se pudéssemos passar por essa nova zona de exclusão aérea, poderíamos economizar tempo com esse problema de evacuação médica. Essa discussão estava acontecendo depois que decolamos.

Como equipe, decidimos seguir a rota direta para Davis em vez de desviar 20 milhas ao redor da estação de amostragem de ar, que é aproximadamente o que eles exigiam que fizéssemos se fôssemos naquela direção.

Então, decidimos sobrevoá-lo. Decolamos do Pólo Sul e lembre-se a altitude no Pólo Sul está entre 11.000 e 12.000 pés/ então estávamos subindo com carga total do Pólo Sul.

Íamos subir a cerca de 25.000 pés em nossa primeira altitude e então, à medida que consumimos combustível, ficaríamos mais leves e poderíamos subir mais alto, o que também nos permitiu obter uma melhor eficiência de combustível de nossos motores e estender nossa alcance um pouco. Decolamos e estávamos subindo, e cerca de cinco a dezesseis quilômetros depois, alguém decidiu olhar pela janela em vez de olhar para os instrumentos e o radar.

O navegador notou e disse: 'Ei, tem um grande ponto escuro aqui.' Então, acabamos voando não diretamente sobre ele mas um pouco deslocados para que pudéssemos olhar para o lado esquerdo da aeronave e ela estava para baixo em um ângulo de 45 graus e havia uma grande abertura no gelo onde o ar estação de amostragem deveria ser.

Linda : Só um segundo, Brian, porque eu me lembro de perguntar a você em nossa entrevista o tamanho que você estimava e se parecia um pouco estruturado.

Cérebro : Estimei que você poderia ter jogado um de nossos aviões nele. A envergadura de nossa aeronave tem cerca de 135-138 pés de largura, então ela deveria ser grande o suficiente para acomodar essa envergadura. Mas provavelmente era mais do tamanho de um campo de futebol, se você pode imaginar isso…

Uma coisa que quero mencionar é que quando estávamos voando por lá podíamos ver linhas no gelo ou na neve, como se alguém tivesse passado com um veículo, como um snowmobile ou um dos veículos tratorados chamados de gatos de gelo. Esses rastros pareciam ser uma rota de ida e volta da estação do Pólo Sul para uma abertura que podíamos ver claramente de nossa altitude.

Era muito distinto e qualquer coisa que faça uma linha no gelo é imediatamente reconhecível. No entanto, ainda era para ser uma zona de exclusão aérea e não fazia sentido para o nosso piloto. O buraco foi estimado em pelo menos 300 pés de diâmetro, aproximadamente do tamanho de um campo de futebol.”

Linda : Você pode descrever o tipo de boato a que você foi exposto depois de se sentar com as pessoas e conversar? O cara que apareceu e disse para vocês ficarem de boca fechada, sim.

Brian : Eu ia falar sobre isso. Quero terminar o que foi a nossa missão até Davis e depois a viagem de volta ao Pólo Sul para reabastecer…Acabamos chegando a Davis cerca de quatro horas depois. Aterrissamos e estávamos sentados no chão com o motor ainda ligado. Eles trouxeram a pessoa que estava ferida, nós os colocamos na aeronave, viramos, ligamos a força e decolamos.

Estávamos voltando para o Pólo Sul quando começamos a nos aproximar daquela mesma abertura por onde havíamos passado quando íamos para Davis. Chegamos a uma certa distância, acho que foi dentro de 25 milhas ou algo assim. A razão pela qual me lembro disso é porque nosso navegador disse: 'ok, estamos chegando naquela abertura novamente' porque o navegador rastreia nossa distância e posição o tempo todo.

Ele não fazia parte do esquadrão, mas vestia o uniforme verde regular que todo mundo usava quando não estava em vôo. Entrou, vestiu a parca e o gorro e sentou-se. Ele tirou a jaqueta, olhou para todos nós e disse: “Ok, então vocês passaram pela zona de exclusão aérea ao norte do polo e violaram a restrição do espaço aéreo”.

Nosso comandante de aeronave disse: “Sim, nós fizemos. Achamos que seria prudente não perder tempo e poupar algum tempo do nosso voo para chegar ao medevac que estava em Davis. Disseram-nos que era importante e não devíamos perder tempo, por isso decidimos sobrevoar aquela estação de amostragem de ar.”

Como estávamos conversando antes, não havia razão para não podermos sobrevoar aquela área porque estaríamos tão alto que nossa exaustão dos motores não teria importância. O cavalheiro basicamente olhou para todos nós sentados à mesa e olhou para cada um de nós e disse: “Ok, senhores, o que vocês viram, vocês não viram. Você não superou essa área e nunca mais vai falar sobre isso. Não houve repercussão ou qualquer ameaça do tipo: “Se você falar sobre isso, isso ou aquilo vai acontecer”.

Não pensamos no que poderia ser naquele momento, mas mais tarde, durante as missões ao pólo sul, nossa tripulação parou e tivemos que passar algum tempo lá porque tínhamos alguns dignitários e VIPs que queriam fazer um passeio pelas instalações do pólo sul. Disseram-nos: “Tudo bem, apenas desligue os motores e deixe alguém no avião para vigiá-lo e abastecer novamente para sua viagem de volta a McMurdo”.

Todos nós entramos no domo no pólo sul. Naquela época havia um grande e enorme domo geodésico que continha edifícios onde viviam a equipe e os cientistas que ficaram no polo sul. navios porta-contêineres, como grandes contêineres.

Eles os transformaram em prédios, então havia prédios de dois andares por toda parte. Um dos dois andares era um bar ou clube, então subíamos lá e ficávamos sentados conversando, bebendo refrigerantes e tentando nos aquecer. Havia alguns civis lá presumo que fossem cientistas.

Um dos meus loadmasters ouviu um deles dizendo algo sobre a operação ou o que estava acontecendo na estação de amostragem de ar. Mais tarde estávamos conversando com outras tripulações e eles ouviram coisas semelhantes quando estavam no pólo sul mas ouviram que havia “visitantes” com os quais eles estavam saindo para interagir.

Então neste ponto estávamos todos confusos e tentando entender o que poderia estar acontecendo naquela estação de amostragem de ar. Começamos a pensar que talvez houvesse algum tipo de operação secreta do governo ou pesquisa acontecendo por aí envolvendo vida extraterrestre. Fonte 

Siga nossas páginas do UFOS ONLINE no: facebook: https://www.facebook.com/ufosonlines 
Ajude o blog a crescer, DOAÇÕES PIX ajude com qualquer Valor.
E-mail do PIX: rrroehe@gmail.com
Mais um post by: UFOS ONLINE   

                                            Veja o Vídeo Abaixo:

quarta-feira, 25 de janeiro de 2023

Relógio do Juízo Final Sinaliza o Nível de 'PERIGO' Mais Alto de Todos os Tempos

 O simbólico Relógio do Juízo Final se aproximou mais do que nunca da meia-noite, declarando a humanidade perigosamente perto da catástrofe.

O relógio, definido para 90 segundos para a meia-noite marca o quão perto nosso planeta está de completar a aniquilação por causa das ações feitas pelo homem.

O relógio moveu-se 10 segundos mais perto da destruição humana

O Bulletin of the Atomic Scientists (BAS) disse que o relógio mudou em grande parte por causa da guerra na Ucrânia.

A ideia começou em 1947 para alertar a humanidade sobre os perigos de uma guerra nuclear.

Os ponteiros do relógio se aproximam ou se afastam da meia-noite com base na leitura dos cientistas sobre as ameaças existenciais em um determinado momento. A meia-noite marca o ponto teórico da aniquilação.

A decisão é tomada pelo conselho de ciência e segurança da BAS, que inclui 13 ganhadores do Prêmio Nobel. Este ano, o anúncio foi disponibilizado em ucraniano e russo, além do inglês devido à guerra na Ucrânia.

O conselho afirmou que a guerra levantou questões profundas sobre como as nações interagem, bem como uma aparente queda na conduta internacional.

"As ameaças veladas da Rússia de usar armas nucleares lembram ao mundo que a escalada do conflito - por acidente, intenção ou erro de cálculo - é um risco terrível", afirmou.

As outras ameaças mencionadas este ano incluem mudanças climáticas, ameaças biológicas e tecnologias disruptivas.

"Os efeitos da guerra não se limitam a um aumento do perigo nuclear; eles também minam os esforços globais para combater a mudança climática", disse o comunicado.

Os países dependentes do petróleo e gás russos já procuraram outros fornecedores de gás natural.

Como ler o Relógio do Juízo Final

E como o mundo continua a sofrer as consequências do Covid-19, o conselho disse que os líderes mundiais precisarão continuar identificando e abordando os riscos biológicos - seja a origem natural, acidental ou intencional.

Uma pandemia disse o conselho, não é mais um risco único na vida.

Em 2020 os ponteiros do relógio foram movidos 100 segundos para mais perto da meia-noite. Nos anos seguintes em 2021 e 2022 os ponteiros do relógio permaneceram no mesmo lugar.

O mais distante que os ponteiros do relógio já estiveram foi logo após o fim da Guerra Fria - a 17 minutos da meia-noite.

Rachel Bronson, CEO do Bulletin of the Atomic Scientists disse que embora os humanos criem esses problemas o conselho também acredita que os humanos podem reduzir os riscos com o engajamento global. Fonte 

Siga nossas páginas do UFOS ONLINE no: facebook: https://www.facebook.com/ufosonlines 
Ajude o blog a crescer, DOAÇÕES PIX ajude com qualquer Valor.
E-mail do PIX: rrroehe@gmail.com
Mais um post by: UFOS ONLINE   

                                            Veja o Vídeo Abaixo:

Um Avião Espião Militar dos EUA Filmou OVNI em Uma Zona de Guerra Ativa

 Diz-se que a imagem é de um vídeo capturado por um avião espião militar dos EUA de um OVNI de aparência metálica sobre a cidade iraquiana de Mosul em abril de 2016.
 

O cineasta Jeremy Corbell e George Knapp, do C2C divulgaram a imagem em conjunto com o lançamento de seu novo podcast, Weaponized. 

Corbell afirma que o vídeo tem aproximadamente quatro segundos de duração e ainda não foi lançado. 

Ele também afirma que a filmagem foi incluída em um resumo classificado ao Congresso pela força-tarefa UAP do Pentágono e que se acredita que o objeto estava sob algum tipo de controle inteligente quando foi capturado no filme. Fonte 

Siga nossas páginas do UFOS ONLINE no: facebook: https://www.facebook.com/ufosonlines 
Ajude o blog a crescer, DOAÇÕES PIX ajude com qualquer Valor.
E-mail do PIX: rrroehe@gmail.com
Mais um post by: UFOS ONLINE   

                                            Veja o Vídeo Abaixo:

terça-feira, 24 de janeiro de 2023

🚨ALERTA🚨Estudo Indica que Núcleo da Terra 'Freou' e Pode Afetar Duração dos Dias, Nível do Mar e Temperatura Global

'Paralisação' do núcleo interno da Terra pode gerar uma pequena diminuição na duração de um dia. Sismólogos Yang e Song, da Universidade de Pequim, ficaram surpresos com resultados da pesquisa.

O campo magnético é gerado por eletricidade que resulta no movimento de correntes de convecção de ferro fundido no núcleo externo da Terra — Foto: Science Photo Library

O núcleo da Terra parou de girar mais rápido do que o próprio planeta. É o que aponta um estudo feito a partir de dados de terremotos, realizado por Yi Yang e Xiaodong Song, sismólogos da Universidade de Pequim. O artigo científico foi publicado pela revista "Nature Geoscience", e o resultado foi uma surpresa para os próprios autores. A dupla de pesquisadores estuda o fenômeno desde 1995.

“Ficamos bastante surpresos”, afirmaram Yang e Song na Nature.

A 'paralisação' do núcleo interno da Terra pode afetar a forma como o nosso planeta 'funciona'.

O artigo publicado na Nature explica que, na verdade, o núcleo costumava girar mais rápido do que a Terra em si e, em algum momento das últimas décadas (possivelmente em 2009), teria passado a acompanhar o movimento natural do planeta.

A descoberta implicaria em mudanças nos campos gravitacionais e magnéticos da Terra e poderia ter consequências geofísicas mais amplas, como a alteração na duração de um dia completo em algumas frações de segundo.

Isso porque a duração de um dia está diretamente ligada ao movimento de rotação da Terra em torno do próprio eixo (que dura 23 horas, 56 minutos, 4 segundos e 0,9 décimo de segundo).

E, caso confirmada, a mudança na forma como o núcleo gira poderia estar impactando no movimento de rotação em si e, consequentemente, na duração de um dia.

Outras possíveis alterações seriam em relação ao nível do mar e à temperatura da Terra.

Em entrevista ao jornal espanhol "El País", Song, um dos autores do estudo, explica: “Nos últimos anos, os dias estão ficando mais curtos e pode ser que haja relação com esta mudança [na forma como o núcleo gira]".

"A alteração na rotação também pode modificar o campo gravitacional como um todo e causar deformações na superfície, o que alteraria também o nível do mar e, por sua vez, a temperatura global do planeta", continua.

De qualquer forma, os potenciais impactos precisam de mais tempo para serem devidamente avaliados. “Só temos que esperar”, ponderou John Vidale, sismólogo da Universidade da Carolina do Sul, em entrevista à Nature.

De acordo com a publicação, os resultados da pesquisa podem ajudar ainda a desvendar alguns mistérios, como o papel que o núcleo interno desempenha na manutenção do campo magnético do planeta.

Como é o núcleo da Terra?

O campo magnético da Terra é gerado em seu núcleo externo — Foto: Agência Espacial Europeia (ESA)

O núcleo do planeta é uma "esfera" de ferro que fica a 5.000 quilômetros de profundidade e tem cerca de 7.000 quilômetros de largura.

Ele é composto por duas camadas: o núcleo interno, que é um centro sólido feito principalmente de ferro; e o núcleo externo, que é uma "casca" composta por ferro líquido e outros elementos.

O núcleo externo separa o núcleo interno, de 2.400 quilômetros de largura, do restante do planeta. Era este isolamento que permitia que o núcleo interno pudesse rodar em um ritmo próprio. Fonte 

Siga nossas páginas do UFOS ONLINE no: facebook: https://www.facebook.com/ufosonlines 
Ajude o blog a crescer, DOAÇÕES PIX ajude com qualquer Valor.
E-mail do PIX: rrroehe@gmail.com
Mais um post by: UFOS ONLINE   

                                            Veja o Vídeo Abaixo:

Eles Publicaram Um "Arquivo Oficial" com informações detalhadas sobre extraterrestres

Vários governos do planeta lutam com a ideia de que a população mundial tem o direito de saber se os alienígenas existem ou não. Foi assim que apareceu um documento do FBI que poderia confirmar sua existência.

O FBI divulgou um documento endereçado a "certos cientistas ilustres, oficiais militares e da aviação proeminentes e vários funcionários públicos". Neste documento ele mencionou corpos alienígenas, naves espaciais e outros planetas . Esta poderia ser a confirmação final?

Documento Misterioso do FBI

Os movimentos pró-divulgação nunca foram tão poderosos como são hoje. Vários oficiais, funcionários e astronautas de todo o mundo falaram abertamente sobre o assunto.

Jon Podesta que era o braço direito do ex-presidente Barack Obama e chefe de gabinete no governo Clinton, postou no Twitter que um de seus maiores arrependimentos foi seu fracasso em 2014 em "garantir a liberação de arquivos de OVNIs ".

Muitos governos já publicaram documentos relacionados ao assunto. Isso prova que eles estão interessados no fenômeno há décadas.No entanto não é apenas o governo que divulga informações classificadas. A eles se juntam agências governamentais como o FBI ou a CIA que também tornaram públicos alguns arquivos secretos sobre a vida extraterrestre.

Um dos últimos documentos divulgados pelo FBI foi enviado ao escritório do diretor da agência em Washington na época, detalhando OVNIs e alienígenas avistados . Foi datado de 8 de julho de 1947 apenas um dia após o incidente de Roswell, descrevendo o seguinte:

Transcrição do Documento

Parte dos discos carregam equipamentos e outros estão sob controle remoto.

Sua missão era pacífica, os visitantes pensando em se estabelecer "neste plano".

Os visitantes são semelhantes aos humanos, mas maiores.

Eles não são terrestres, eles vêm de seu próprio mundo.

Eles não vêm de nenhum planeta como a Terra, mas de um etérico que interpenetra o nosso. Não é perceptível para nós.

Os corpos dos visitantes e suas naves materializaramse automaticamente ao entrar no ritmo vibratório de nossa matéria densa.

 Os discos possuem um tipo de energia ou raio que desintegra facilmente qualquer atacante. Eles são capazes de entrar no plano etérico à vontade e apenas desaparecem da vista humana.

A região de onde provêm não é o "plano astral", mas corresponde aos Lakas ou Talas. Estudantes de assuntos esotéricos entenderão os termos.

Nota: Lakas e Talas são palavras sânscritas, que no hinduísmo significam mundo, morada, lugar ou plano de existência.

Possivelmente eles não podem ser alcançados por rádio, mas podem ser alcançados por radar, então um sistema de sinal pode ser projetado para detectá-los.

Link do relatório abaixo:

https://vault.fbi.gov/UFO/UFO%20Part%201%20of%2016/view 

Uma visita alienígena?

Ele também menciona que não há mais nada para os funcionários fazerem e que "os recém-chegados sejam tratados com gentileza ".

Há uma parte que não pode ser lida corretamente , mas parece se referir aos impulsos que não podem ser manipulados por nossa ciência e cultura , mas não está claro se ele quis dizer "atacá-los" nesse cenário.

Termina dizendo que uma grande responsabilidade recairá sobre os poucos funcionários capazes de entender o assunto.

Este é apenas um dos muitos arquivos que foram tornados públicos pelo FBI e outras agências nos últimos anos.

O mistério sobre esses tipos de documentos permanece um mistério.

Embora vários detalhes surpreendentes sobre alienígenas e suas visitas tenham sido mencionados, ainda há muitas perguntas sem resposta. Fonte 

Siga nossas páginas do UFOS ONLINE no: facebook: https://www.facebook.com/ufosonlines 
Ajude o blog a crescer, DOAÇÕES PIX ajude com qualquer Valor.
E-mail do PIX: rrroehe@gmail.com
Mais um post by: UFOS ONLINE   

                                            Veja o Vídeo Abaixo:

O alegado encontro alienígena de 1945 no Trinity Nuclear Test Site no Novo México antes de Roswell

O Trinity Test Site no Novo México foi o local da primeira explosão nuclear do mundo em julho de 1945. O teste de codinome "Trinity", envolveu a detonação de um dispositivo de implosão de plutônio em uma torre de 30 metros. A explosão liberou 18,6 quilotons de energia, vaporizando instantaneamente a torre e transformando a área ao redor em vidro verde. O Pentágono supostamente tentou manter o teste em sigilo mas nos últimos anos as informações sobre ele se tornaram mais conhecidas.

Há também relatos de um incidente separado envolvendo um suposto acidente de OVNI perto do local de teste Trinity em 1945. Em 16 de agosto de 1945 apenas um mês após o teste nuclear Trinity dois meninos Jose Padilla e Reme Baca viram um acidente. Eles teriam visto uma nave em forma de abacate dentro da qual havia dois ocupantes parecidos com louva-a-deus, um dos quais estava com dor. O objeto supostamente atingiu uma torre de comunicações durante sua descida e os dois meninos testemunharam o Exército dos EUA tentando removê-lo. 

Uma terceira testemunha o piloto de bombardeiro tenente-coronel William Brothy estava chegando para um pouso na base aérea de Alamogordo quando os controladores de tráfego aéreo pediram que ele investigasse a perda repentina de sinal de uma torre de comunicações. O relatório de Brothy descreve os danos à torre, bem como o objeto em forma de ovo e os dois meninos amontoados em torno dele. 

Houve relatos de avistamentos de OVNIs perto de locais e instalações nucleares ao longo da história. Parece haver algum tipo de interseção entre OVNIs e tecnologia nuclear humana. Houve incidentes em que mísseis nucleares desligaram inesperadamente ao mesmo tempo em que OVNIs apareceram acima de uma base da Força Aérea. 


No próximo vídeo o ex-funcionário do Ministério da Defesa do Reino Unido Nick Pope discute um projeto de lei que exigiria que o Departamento de Defesa revisasse documentos históricos relacionados ao suposto avistamento de OVNIs perto do local de teste Trinity em 1945 em 'Tucker Carlson Tonight'.
Siga nossas páginas do UFOS ONLINE no: facebook: https://www.facebook.com/ufosonlines 
Ajude o blog a crescer, DOAÇÕES PIX ajude com qualquer Valor.
E-mail do PIX: rrroehe@gmail.com
Mais um post by: UFOS ONLINE   

                                            Veja o Vídeo Abaixo:

segunda-feira, 23 de janeiro de 2023

A China Revelou o Maior Segredo da Lua? "Estruturas Alienígenas"

 Colonizar o espaço deixou de ser apenas um sonho e a China já começou a dar os primeiros passos. O gigante asiático revelou um plano avançado de colonização espacial que começou em 2017 e deve terminar este ano, com o primeiro homem em Marte. Mas durante esse processo de conquista do espaço parece que eles revelaram o maior segredo da Lua
.

A China pretende explorar totalmente a topografia lunar, especialmente seu lado oculto. Isso será feito por meio da missão espacial Chang'e 4 e 5 , criando um local permanente que funcionará como estação ou intermediário para a futura viagem a Marte.

Mas a nação asiática conseguiu algo que ninguém mais conseguiu incluindo a NASA  mostrar à humanidade como é o lado oculto da Lua... e certamente as imagens são extremamente aterrorizantes.

China e a verdade sobre a Lua

Todos nós presumimos em algum momento que a superfície da Lua é completamente branca. Isso ocorre por causa de todas as fotos e fotografias públicas da NASA que a mostram como tal.

No entanto graças a essas missões pudemos observar que a superfície lunar não é tão diferente da do nosso planeta. Assim, pode-se dizer que sua areia é marrom ou amarelada, ao invés de branca ou cinza.

Então... por que a NASA manipulou a cor em suas imagens? O que eles estavam tentando esconder?

Nas imagens captadas pela China não é só a diferença de tons da Terra que se aprecia. A estranha quantidade de anomalias na distância também é claramente observada ao apreciar corretamente as fotos. 

Estruturas Misteriosas

Suas características são extremamente estranhas, como podemos ver. Essas estruturas são altamente definidas então não parecem ser algo natural, longe disso.

Como todos sabemos a natureza é extremamente caótica e carece de ângulos e estruturas fixas e definidas. Portanto a única explicação lógica para esses edifícios é que eles foram criados artificialmente. Seja por uma civilização extraterrestre ou pela própria NASA.

Talvez seja por isso que a agência manipulou todas as imagens que publicou da Lua dessa maneira. Este cenário é mais provável porque tanto quanto sabemos o estilo das estruturas está muito longe das construídas pelo homem.

As varreduras da China começaram a revelar segredos que a NASA manteve escondidos da humanidade. Mais detalhes arrepiantes sobre a Lua e nosso futuro nela provavelmente surgirão em breve. Fonte 

Siga nossas páginas do UFOS ONLINE no: facebook: https://www.facebook.com/ufosonlines 
Ajude o blog a crescer, DOAÇÕES PIX ajude com qualquer Valor.
E-mail do PIX: rrroehe@gmail.com
Mais um post by: UFOS ONLINE   

                                            Veja o Vídeo Abaixo:

domingo, 22 de janeiro de 2023

Pedras eletricamente carregadas descobertas na República Democrática do Congo


 Pedras eletricamente carregadas descobertas na República Democrática do Congo, Isso foi divulgado em vídeo fazendo ondas no espaço da mídia
.

Com a recente descoberta, a República Democrática do Congo tem sido recentemente o centro das atenções devido à descoberta de pedras eletricamente carregadas. 

O vídeo que está circulando na rede mostra as pedras elétricas faiscando ao serem tocadas umas nas outras, e até sendo usadas para acender uma pequena luz.

A descoberta causou alvoroço entre pesquisadores de todo o mundo. Os cientistas ficaram intrigados com os usos potenciais das rochas elétricas, inclusive como uma fonte potencial de energia renovável.

Siga nossas páginas do UFOS ONLINE no: facebook: https://www.facebook.com/ufosonlines 

Ajude o blog a crescer, DOAÇÕES PIX ajude com qualquer Valor.
E-mail do PIX: rrroehe@gmail.com
Mais um post by: UFOS ONLINE   

                                            Veja o Vídeo Abaixo:

Apollo 20: A Missão Secreta à Lua Para Salvar Uma Antiga Espaçonave Alienígena

 Se você já viu isso antes talvez queira olhar novamente. Se você nunca viu você também pode querer olhar novamente. 

De acordo com Viewzone estamos falando de uma enorme nave espacial na lua supostamente descoberta e fotografada durante a missão Apollo 15. A história sobre esta espaçonave alienígena está circulando na web desde 2007. 

A nave deveria ter sido uma espaçonave alienígena muito grande que caiu ou foi abandonada na Lua nos tempos antigos. 

A existência desta nave está envolta em mistério e diz-se que houve 'missões espaciais secretas da NASA' para a lua, com prioridade máxima, um exame minucioso da enorme nave espacial. 

O mistério continua com a declaração de William Rutledge. O Sr. William Rutledge (aposentado) afirma que estava em uma missão especial da NASA e envolvido com a NASA no final dos anos 70. 

Rutledge afirma ter trabalhado em pelo menos duas missões à Lua, incluindo a fracassada Apollo 19 e a Apollo 20, que ele diz ter sido lançada em agosto de 1976 da Base Aérea de Vandenberg. 

Ambas as missões de acordo com Rutledge eram 'missões espaciais conjuntas secretas' resultantes de colaborações entre os governos dos EUA e da União Soviética. Eles não aparecem em nenhuma lista de missões da NASA e se isso for verdade é por um bom motivo. 

Agora 'The Why Files' fez um vídeo incrível sobre esta misteriosa espaçonave alienígena e você pode se perguntar se tudo isso é realmente real, mas no final do vídeo ele conclui, como muitas outras pessoas que toda a história sobre o A missão secreta da Apollo 20 à lua para salvar uma antiga espaçonave alienígena foi uma farsa. 

Mas... foi realmente uma farsa a foto panorâmica acima AS15-P-9630 (Atlas Apollo Images) prova a existência de uma enorme espaçonave antiga na lua.

Fonte 

Siga nossas páginas do UFOS ONLINE no: facebook: https://www.facebook.com/ufosonlines 
Ajude o blog a crescer, DOAÇÕES PIX ajude com qualquer Valor.
E-mail do PIX: rrroehe@gmail.com
Mais um post by: UFOS ONLINE   

                                            Veja o Vídeo Abaixo: