1b

Bolivia TRINIDAD catalunia Angola portorico dominica Chile México India Israel malasia noruega Australia Mozambique colombia Equador Camboya Bulgaria Romenia Costa Guatemala Polonia Lanka Suiza Vietnam Panama Finlandia Belgica Tailandia Bhutan San Domingo Peru

sábado, 29 de julho de 2017

Terra poderá viver ‘Mini era do Gelo’ na década de 2030, dizem cientistas

O planeta Terra pode entrar em uma pequena Era Glacial a partir de 2030, segundo cientistas do Reino Unido. A constatação é com base em um novo modelo de previsão da atividade solar apresentado na semana passada durante o Encontro Nacional da Real Sociedade de Astronomia em Llandudno, no País de Gales.

A pesquisa apresentada pela professora de matemática Valentina Zharkova, da Universidade de Northumbria, indica uma forte queda nesta atividade solar nos anos 2030, provocando um moderado resfriamento da Terra.

As condições previstas pelo novo modelo não são experimentadas pela Terra desde a última “mini Era Glacial”, registrada entre 1645 e 1715 e que ganhou o apelido de Mínimo de Maunder, um período em que as temperaturas ficaram abaixo da média em toda a Europa.

Na época, os países europeus sofreram com invernos muito rigorosos. O Rio Tâmisa, na Inglaterra, por exemplo, permaneceu congelado por várias semanas.

Segundo levantamento dos cientistas, a atividade solar pode cair 60% neste período, mas os cientistas não apontaram os possíveis desdobramentos disto em nível global.

Estudo

O método proposto pela professora britânica estuda a movimentação dos fluidos solares e sua radiação. Ela analisou dados de 1976 a 2008 -- além de levar em conta a duração dos ciclos solares (cerca de 11 anos) -- para descobrir um padrão e conseguir prever os períodos de maior e menor atividade do astro.

Os resultados apontam que a incidência será menor a partir de 2030 e até meados de 2040.
Fonte
Mais um post by: UFOS ONLINE

                                                 Veja o Vídeo Abaixo:



                                           Fonte:Jaconor 73

Nenhum comentário:

Postar um comentário