1b

1

quinta-feira, 15 de março de 2018

A "Síndrome da escassez Magnética" pode estar prejudicando seu Corpo Físico e Mental

A "Síndrome da escassez Magnética" causa o cansaço, dores no corpo, nervosismo, insônia, rigidez nos ombros e nuca, depressão, problemas circulatórios, câimbras, dormências, enxaqueca, desânimo e falta de vontade e disposição e outros sintomas que o homem rural praticamente não sente.
Em 1950 o Instituo Tecnológico de Massachusetts (EUA), divulgou a notícia de que o planeta terra perdeu metade da sua força magnética nos últimos 500 anos e que a tendência é reduzir cada vez mais, cerca de 5% a cada século.
Isso se explica pelo fato de que anos atrás o homem era mais rural, andava descalço na terra, as crianças brincavam em quintais e a qualidade da saúde era melhor. Hoje o homem moderno, urbanizou-se e está se distanciando do benefício maravilhoso deste campo magnético ao usar calçados e pisos isolantes, dirigir veículos totalmente isolados pelos pneus, morando em locais onde as estruturas tem muita ferragem, que desviam e absorvem o magnetismo, contribuindo para a redução da energia vital para o homem e conseqüentemente deixando-o mais vulnerável às doenças.Com base nisso, o Professor Nakagawa, eminente cientista japonês e autor de números trabalhos sobre magnetismo, analisou o resultado de muitas experiências ao longo de mais de 20 anos e propôs uma teoria que ele chama de Síndrome de Escassez Magnética. Este cientista afirma que esta síndrome é a causa de males que atingem cada vez mais a população mundial moderna e está demonstrado no gráfico a seguir:

Males que atingem a população mundial, pessoas entre 40 a 65 anos de Idade.

Males % da população

INSÔNIA.......50%
TENSÃO..........55%
CIRCULAÇÃO..70%
STRESS................71%
FADIGA.................73%
COLUNA..................85%
Fonte
Mais um post by: UFOS ONLINE

                                                  Veja os Vídeos Abaixo:



Nenhum comentário:

Postar um comentário