1b

Bolivia TRINIDAD catalunia Angola portorico dominica Chile México India Israel malasia noruega Australia Mozambique colombia Equador Camboya Bulgaria Romenia Costa Guatemala Polonia Lanka Suiza Vietnam Panama Finlandia Belgica Tailandia Bhutan San Domingo Peru

quarta-feira, 28 de janeiro de 2015

REVELAÇÃO: O PLANETA QUE NÃO DEVERIA EXISTIR

O planeta Kepler 78b é uma anomalia: ele não deveria existir. Como a lua de Júpiter Io, Kepler 78b é um planeta infernal enfeitado com lava e fogo. No entanto, a sua dimensão ímpar, combinada com a sua órbita extraordinariamente apertada em torno de sua estrela, causou um ligeiro tumulto na comunidade científica.

Os astrônomos não sabem realmente como um planeta deste tamanho acabou tão perto de sua estrela-mãe, uma vez que não há teorias de formação planetária consistentes com essa realidade. E quando dizemos perto, queremos dizer MUITO perto mesmo - distância de Kepler 78b de seu sol é de apenas 1,6 milhões de quilômetros (1.000.000 km), fazendo com que um ano inteiro em Kepler 78b dure menos de nove horas de duração.

O planeta é 1,2 vezes maior que a Terra e nem mesmo duas vezes mais massivo, tornando-o um dos mais planetas semelhantes à Terra já encontrados. A sua localização assegura uma assadura completa, sendo que as temperaturas na superfície podem chegar a 2400 graus Celsius (4300 ° F). Os dados também sugerem que a estrela era muito maior em sua juventude, o que coloca a órbita atual de Kepler 78b confortavelmente dentro de seu ex-raio estelar. Por isso, o planeta, obviamente, não poderia ter se formado onde se localiza agora. Novas teorias estão sendo criadas para explicar isso. Tudo o que se sabe com certeza é que 78b em breve será devorado por sua estrela, estando cada vez mais perto de sua destruição inevitável.
Fonte:http://www.istoefisica.com 
Mais um post by: UFOS ONLINE

                                           Veja o Vídeo Abaixo:


                                                    Fonte:ODN

Um comentário:

  1. Putz...realmente existe o inferno. ..e é pra lá q os maus vão. ..

    ResponderExcluir