1b

1

sexta-feira, 1 de setembro de 2017

Satélite Confirma Potente Ondulação a Caminho “Ventos Fortes e Mar Revolto no Atlântico”

Imagens apontam que um sólido swell de S/SSE irá fornecer muito surf nos primeiros dias de setembro nos litorais do Rio de Janeiro e de São Paulo

Isso será devido a uma área de ventos que começou a atuar sobre o Atlântico Sul na quarta-feira, na borda oeste de um sistema de baixa pressão atmosférica ao largo da fronteira entre Uruguai e Argentina. As mais recentes imagens de satélite mostram que essa baixa pressão está se movendo em direção à África, resultando em uma mudança gradual na direção do swell para SSE (160 graus) no sábado e SE (140 graus) no domingo/segunda-feira.

Com os modelos indicando que a baixa pressão irá ganhar força até sexta-feira, este swell deve continuar bombando até a manhã de segunda-feira, começando a amenizar mais rapidamente a partir de então. 

Apesar de não ser tão forte quanto o “Mega Swell” de Agosto – e duas características da zona de geração contribuem para isso: não haver um sistema de alta pressão atmosférica tão forte alimentando a tempestade e o movimento desta se afastando da região enquanto gera a ondulação – este novo swell tem potencial para produzir altas ondas nos melhores picos do litoral, ainda mais porque a presença de um grande sistema de alta pressão atmosférica sobre a região deverá configurar condições climáticas favoráveis durante todo o fim de semana e o início da próxima, com sol e um padrão diurno de ventos típico, NE mais fraco pela manhã passando a E/SE mais forte à tarde.

Na sexta-feira o novo sólido swell mais inclinado a SSO/S deve subir rapidamente durante o dia com condições mais irregulares devido a presença de ondas com período mais curto na mistura. As maiores séries do fim de tarde poderão quebrar com o dobro da altura da cabeça. 

A coisa fica mais séria na manhã de sábado quando o novo swell atinge seu ápice mais inclinado a S/SSE e com período mais longo (13s). Os picos mais expostos poderão ver ondas fortes com ‘2 a 3 metros’ de altura (escala dos surfistas), com um vento ENE moderado atuando desde cedo. No decorrer do dia o swell ameniza levemente virando mais para SSE enquanto os ventos ganham força virando mais para E/ESE.

No domingo diminui, mas, continua bombando, com o swell virando mais para SE e tendo parte de sua energia migrando para períodos mais altos (15-16s). A expectativa é termos ventos mais fracos pela manhã e condições mais limpas do que nos dias anteriores, especialmente nos cantos esquerdos das praias viradas para Sul, mais protegidos do vento leste da véspera. Novamente, à tarde os ventos devem ficar mais fortes e inclinados a E/ESE, deteriorando as condições nas praias mais abertas.

Os picos que funcionaram bem durante o “Mega Swell” de Agosto são uma boa pedida para este fim de semana, ainda que dessa vez não teremos a mesma energia no mar que tivemos naquela oportunidade.

Surf sólido e condições limpas também são esperadas para a manhã de segunda-feira, enquanto que na terça-feira o surf deve ter um tamanho mais divertido, em torno de ‘1 metro’ com séries maiores.

Tudo isso ainda depende do desenvolvimento da tempestade nas próximas horas. Portanto, os detalhes desse swell, como tamanho exato, momento de ápice e duração, ainda deverão ser refinados nas nossas próximas atualizações da previsão. 
Vídeo abaixo filmado no Litoral do Rio Grande do Sul, Balneário Pinhal Brasil
Mais um post by: UFOS ONLINE

                                                  Veja o Vídeo Abaixo: 

           
                                                 Fonte:Ricardo Roehe

Nenhum comentário:

Postar um comentário