1b

Bolivia TRINIDAD catalunia Angola portorico dominica Chile México India Israel malasia noruega Australia Mozambique colombia Equador Camboya Bulgaria Romenia Costa Guatemala Polonia Lanka Suiza Vietnam Panama Finlandia Belgica Tailandia Bhutan San Domingo Peru

quinta-feira, 16 de março de 2017

Os refugiados marcianos teriam se estabelecido na Antártida há mais de um milhão de anos?

Os refugiados marcianos se estabeleceram na Antártida há mais de um milhão de anos?
A visão remota de Marte revelada em um documento da CIA de 22 de maio de 1984 dá detalhes de uma catástrofe planetária que levou muitos refugiados a deixarem em espaçonaves para locais mais seguros há mais de um milhão de anos. 
Isso leva à intrigante possibilidade de que uma civilização congelada recentemente encontrada na Antártida com espaçonave nas proximidades fosse os restos de uma colônia originalmente criada por refugiados marcianos.

Tal cenário é consistente com as alegações do denunciante do Programa espacial Secreto, Corey Goode, que diz que os refugiados extraterrestres têm encontrado santuário na Terra há pelo menos 500 mil anos e que os preparativos estão atualmente em andamento para divulgar oficialmente as escavações de uma civilização congelada na Antártica.

Em 28 de março de 2016, Goode descreveu várias fontes internas que lhe haviam contado sobre o afluxo de refugiados de outros planetas durante a história da Terra:

E parece que as informações mais recentes que eu recebi estão nos dizendo que a Terra recebeu refugiados, em diferentes pontos da história, de um par de planetas diferentes, pelo menos, em nosso sistema solar onde os planetas falharam e os habitantes saíram e vieram Para a Terra como refugiados.
Obs: Dois vídeos abaixo, o primeiro em português e o segundo em espanhol.
Mais um post by: UFOS ONLINE

                                              Veja os Vídeos Abaixo:

                                 Fonte:UFOVNImania- A verdade está lá fora


                                        Fonte:A VOZ ALERTA

Nenhum comentário:

Postar um comentário