1b

Bolivia TRINIDAD catalunia Angola portorico dominica Chile México India Israel malasia noruega Australia Mozambique colombia Equador Camboya Bulgaria Romenia Costa Guatemala Polonia Lanka Suiza Vietnam Panama Finlandia Belgica Tailandia Bhutan San Domingo Peru

quarta-feira, 27 de agosto de 2014

Arma Hipersônica experimental americana foi destruída segundos após o lançamento

O teste de disparo de uma arma hipersônica experimental, capaz de atingir alvos em todo o mundo dentro de uma hora, foi abortada “em segundos”, após teste de tiro no Alasca.
Uma arma hipersônica experimental que poderia um dia ser capaz de atingir qualquer alvo em todo o mundo dentro de uma hora, foi destruída segundos após o lançamento de uma área de ensaio militar dos EUA no Alasca.
A arma, que está sendo desenvolvida pelo exército dos EUA, se auto-destruiu quatro segundos após seu lançamento no Alasca, no início desta segunda-feira, após os controladores terem detectado um problema com a arma, disse o Pentágono.
A arma foi destruída para garantir a segurança pública, e ninguém ficou ferido no incidente, que ocorreu pouco depois de 4:00 EDT (08:00 GMT) na segunda-feira, no Complexo de Lançamento Kodiak, no Alasca, disse Maureen Schumann, porta-voz do Departamento de Defesa dos EUA.
“Nós tivemos que abortar. Isso é correto “, disse Schumann. “A arma explodiu durante a decolagem e caiu de volta no complexo” disse ela, acrescentando que a arma foi destruída nos primeiros quatro segundos após seu lançamento. “Eu não sei a altura exata, mas não foi muito longe”, disse ela.
A arma foi desenvolvida pela Sandia National Laboratory e pelo Exército dos EUA, como parte do programa de desenvolvimento de tecnologia dos militares “Conventional Prompt Global Strike”.
A arma se destina a dar ao presidente dos EUA “a capacidade de atingir prontamente alvos a uma distância estratégica sem o uso de armas nucleares”, segundo um estudo de impacto ambiental desclassificado lançado em Junho de 2011.
Scott Wight, um fotógrafo local, observou o lançamento há cerca de quilômetros de distância. Ele descreveu os segundos da explosão após o foguete virar fora de controle como, “uma visão assustadora para ver” de acordo com a estação de rádio local KMXT.
Quando aperfeiçoado, projetistas esperam que a arma seja um “corpo deslizando a velocidade hipersônica”, lançada a partir do nariz-cone de um foguete que irá transporta-la até a borda da atmosfera da Terra, atingindo a velocidade de Mach 5, ou 3.600 milhas por hora.
Schumann disse que a arma, conhecida como o “Advanced Hypersonic Weapon”, foi uma das várias plataformas testadas como parte do programa Prompt Global Strike. O míssil tinha voado com sucesso 2.500 quilômetros do Havaí para o Atol de Kwajalein, nas Ilhas Marshall durante um teste anterior, em novembro de 2011, disse ela. A arma, descrita pelo Exército como primeira de seu tipo e deveria voar desde o Alasca até a Kwajalein Atoll durante o teste de segunda-feira.
Schumann disse que, além do teste de vôo anterior bem sucedido, a arma hipersônica “tinha passado por uma série de testes em solo, modelagem e simulação.” Ela disse que não iria caracterizar voo abortado na segunda-feira como um recuo significativo para o programa Prompt Global Strike. “Este era um conceito que nós estávamos olhando, dentro de uma gama de possíveis CPG (Convencional Prompt Global Strike) conceitos”, acrescentou.
“O programa todo é CPG, não tendo uma programação de eventos a ser seguida. Assim, aprendemos, continuamos aprendendo com uma variedade de testes em solo, modelagem, simulação e outros testes feitos sobre os mais diversos conceitos sob CPG. “
Schumann disse que os funcionários do programa, o Exército dos EUA, Marinha e Agência de Defesa de Mísseis, estão realizando uma extensa investigação para determinar a causa do acidente.
A investigação irá ajudar trazendo informações para testes futuros da arma e outros veículos do Conventional Prompt Global Strike, disse ela.
TRADUÇÃO E ADAPTAÇÃO: Defesa Aérea & Naval
Fonte: The Telegraph
Mais um post by: UFOS ONLINE

                                           Veja o Vídeo Abaixo:


                                                 Fonte:news

Nenhum comentário:

Postar um comentário