1b

Bolivia TRINIDAD catalunia Angola portorico dominica Chile México India Israel malasia noruega Australia Mozambique colombia Equador Camboya Bulgaria Romenia Costa Guatemala Polonia Lanka Suiza Vietnam Panama Finlandia Belgica Tailandia Bhutan San Domingo Peru

quarta-feira, 4 de junho de 2014

O “Black Knight”, um satélite alienígena de 13000 anos?

Lixo espacial ou “Satélite Extraterrestre”, o “Black Knight” (Cavaleiro Negro, em inglês) como ele é chamado hoje, está por aí já a um bom tempo. A descoberta é talvez um dos objetos espaciais mais famosos que orbitam nosso planeta. Este “Satélite Artificial” causou um grande interesse da mídia no final dos anos 50, e se tornou um dos objetos mais falados do espaço. Primeiro se pensando ser um satélite espião Russo, o Black Knight causou o interesse de milhões por todo o mundo.
De acordo com agências de monitoramento ao redor do mundo, o Black Knight está transmitindo sinais de rádio por mais de 50 anos.
Os EUA e a União Soviética mostraram interesse particular neste “objeto espacial não identificado”. Desde sua descoberta este satélite tem interessado países como Suécia e entusiastas ao redor do mundo. Um deles é um Operador de Rádio Amador que aparentemente decodificou uma série de sinais recebidos do satélite OVNI e interpretou isso como um mapa estelar centrado no Sistema Estelar Epsilon Boötis e que oBlack Knight originou-se desse sistema 13.000 anos atrás. (Epsilon Boötis (Izar, Mirak, Pulcherrima, Mintek al Aoua, Cingulum Latratoris, 36 Boötis) é uma estrela binária na direção da constelação de Boötes. Possui uma ascensão reta de 14h 44m 59.25s e uma declinação de +27° 04′ 27.0″. Sua magnitude aparente é igual a 2.35. Considerando sua distância de 210 anos-luz em relação à Terra, sua magnitude absoluta é igual a −1.69. Pertence à classe espectral A0. – Wikipedia)
Mas de acordo com muitos, esta descoberta foi feita muito antes do que nós pensamos. Rumores existem de que foi Nikola Tesla o primeiro homem a “interceptar” um sinal deste satélite de outro mundo em 1899 depois de construir um dispositivo de rádio de alta-voltagem em Colorado Springs. Depois da descoberta de Tesla, nos próximos 30 a 50 anos o sinal foi interceptado mais frequentemente até que foi aparentemente “decodificado”. Desde os anos 30, astrônomos de todo o mundo tem reportado sinais de rádio estranho que alegadamente vem do “Cavaleiro Negro”.
Em 1957, o Dr. Luis Corralos do Ministério de Comunicações na Venezuela fotografou-o enquanto tirava fotos do Sputnik II enquanto ele passava sobre Caracas. A coisa estranha é que diferente do Sputinik um e dois, o satélite Cavaleiro Negro orbitou a Terra do Leste para o Oeste. O Sputinik um e dois orbitaram do Oeste para Leste usando a rotação natural da Terra para manter a órbita.
A história do Black Knight estourou na mídia nos anos 40 quando os jornais St. Louis Dispatch e o The San Francisco Examiner escreveram sobre o “satélite” em 14 de maio de 1954. A revista Time escreveu sobre ele em 17 de Março de 1960. Aqui está o que eles disseram sobre ele.
Três semanas atrás, as manchetes anunciaram que os Estado Unidos detectaram um satélite “escuro” misterioso rotacionando a terra em uma órbita regular. Existiu uma especulação tensa de que ele poderia ser um satélite de monitoramento lançado pelos Russos, e isso trouxe a dura sensação de que os Estados Unidos não sabem o que está acontecendo sobre sua própria cabeça. Mas na última semana o Departamento de Defesa orgulhosamente anunciou que o satelite foi identificado. Era um abandono espacial, os restos de um Satélite de Descoberta da Força Aérea que se extraviou. Leia o artigo completo visitando o site da Revista TIME.
Os artigos de 1954:

Click na Imagem para Ampliar

Artigos do “St. Louis Dispatch” e do “The San Francisco Examiner” sobre o satélite não identificado 
Em 23 de Agosto de 1954 a revista de tecnologia Aviation Week and Space Technology soltou um artigo que deixou com raiva o Pentágono, que estava tentando manter a informação secreta. O curto artigo dizia: 
O medo do Pentágono sobre a observação de dois satélites nunca antes observados orbitando a Terra dissipou com a identificação dos objetos como satélites naturais, não artificiais. O Dr. Lincoln LaPaz, expert em corpos extraterrestres da universidade do Novo México, liderou o projeto de identificação. Um satélite está orbitando a cerca de 400 milhas de altitude, enquanto a outra trilha é de 600 milhas da Terra. O Pentágono pensou momentaneamente que os Russos haviam derrotado os Estados Unidos na exploração espacial.
O interesse no Black Knight foi maior a cada ano, 1957, um “objeto” foi visto “sombreando” o Espaçonave Sputnik 1. De acordo com os relatórios, o “objeto não identificado” estava em órbita Polar, e naquela época nem os Estados Unidos nem a Rússia possuía tecnologia para manter uma espaçonave em Órbita Polar.  De acordo com nossa pesquisa o primeiro satélite de Órbita Polar foi lançado em 1960. Órbitas polares são usadas frequentemente para mapeamento terrestre, observação da terra, capturando a terra enquanto o tempo passa de um ponto e satélites de reconhecimento. Isto colocaria o Black Knight na categoria de satélite observacional, a única questão aqui é, quem colocou o Black Knight em órbita polar e para qual proposito?
O Objeto continuou a espantar astrônomos por todo o mundo. Nos anos de 1960 o Cavaleiro Negro foi localizado novamente em Órbita Polar. Astrônomos e cientistas calcularam o peso dos objetos como sendo mais de 10 toneladas, o que seria naquela época o maior satélite artificial a orbitar o nosso planeta. Os Cavaleiros Negros orbitando eram diferentes de qualquer outro objeto orbitando a Terra, uma vez que eles estavam movendo duas vezes mais rápido quando comparado com espaçonaves feitas pelo homem.
Existem diversos relatórios de que a Grumman Aircraft Corporation deu muita importância a este misterioso “satélite”. Em 3 de Setembro de 1960, sete meses depois que o satélite foi detectado pelo radar, uma câmera de rastreamento na fábrica da  Grumman Aircraft Corporation em Long Island tirou uma fotografia do Black Knight. A esse ponto, pessoas de todo o mundo iniciaram a identificar o objeto no céu, que pode ser visto como uma luz vermelha se movendo a alta velocidade se comparado com outros satélites em uma órbita Leste-Oeste. A Grumman Aircraft Corporation formou um comitê para estudar os dados recebidos das observações feitas, mas nada foi tornado público.
Em 1963, o Gordon Cooper foi lançado ao espaço. Em sua órbita final, ele reportou estar vendo um objeto brilhante verde em frente a sua cápsula, a distância, se movendo em direção à sua espaçonave. A estação de rastreamento Muchea, na Austrália, à qual Cooper reportou o objeto, pegou este Objeto Voador Não Identificado no radar viajando do Leste para o Oeste. A NBC relatou isso, mas depois de Cooper ter voltado para a Terra, o repórter não foi autorizado a perguntar à Cooper sobre o objeto voador não identificado. A explicação oficial dada aos avistamentos de Cooper foi “altos níveis de dióxido de carbono, que causaram alucinações“.
O Black Knight foi tópico de interesse por todo o mundo. Até hoje a maioria da informação “oficial” sobre o objeto misterioso é mantida segura e longe da sociedade. Ninguém respondeu algumas das questões mais simples e lógicas a serem perguntadas: Quem colocou esse “satélite” em órbita Polar? Para qual propósito?
O Cavaleiro Negro é um satélite Extraterrestre enviado para a Terra para estudar a raça humana? O Satélite tentou se comunicar com a raça humana? Nós ignoramos a tentativa de comunicação? Uma coisa é certeza, o Cavaleiro Negro continua um dos mais misteriosos objetos a orbitar nosso planeta. Existe uma conexão entre este famoso objeto espacial e as conquistas da antiguidade da raça humana?
Deixe-nos saber o que você pensa e poste seus comentários abaixo!
Aqui estão as imagens do Black Knight e os links para as imagens raw da NASA.

                                               Click na Imagem para Ampliar

Imagem cortesia do Laboratório de Análises e Ciência de Imagem da NASA, Centro Espacial Johnson

Click na Imagem para Ampliar

Imagem cortesia do Laboratório de Análises e Ciência de Imagem da NASA, Centro Espacial Johnson

Agora de uma olhada nesta moeda, muita semelhança não?

                                          Veja os Vídeos Abaixo:


                                          Fonte:Roland Y Jake


                                              Fonte:alien forces

4 comentários:

  1. Acho legal as matérias sobre ele.
    O som que ele transmite é sinistro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Onde posso ouvir o som que ele transmite?

      Excluir
  2. Acredito qe este objeto.. esteja ns estudando todos os dias e passando nossas informações para seus "criadores"ALIENÍGENAS!

    ResponderExcluir
  3. Muito interessante!

    ResponderExcluir