1b

Bolivia TRINIDAD catalunia Angola portorico dominica Chile México India Israel malasia noruega Australia Mozambique colombia Equador Camboya Bulgaria Romenia Costa Guatemala Polonia Lanka Suiza Vietnam Panama Finlandia Belgica Tailandia Bhutan San Domingo Peru

sexta-feira, 27 de setembro de 2013

NASA - Rota do Cometa ISON é Desconhecida, Pode Explodir, ou Mesmo vir em Direção da Terra!!


A NASA lançou recentemente um vídeo, explicando por que o cometa ISON pode explodir, ou mesmo vir em direção da Terra.
Ou seja, que a rota do cometa e o destino do mesmo, a partir do dia 1º de outubro de 2013 é oficialmente desconhecida.
A explicação reside, em que em tal data, o cometa terá um encontro extremamente fechado com Marte.
Nessa passagem de raspão, o cometa será influenciado pelo campo gravitacional de Marte, pelo campo gravitacional de Fobos e de Deimos, o que pode fazer o cometa explodir ou desviar.
A maior problemática é o campo gravitacional das luas de Marte, visto que as luas marcianas possuem um formato irregular, que projetam um campo gravitacional irregular no espaço, o que pode causar sérios erros e problemas nos cálculos.
Outra problemática é a evaporação de substâncias e gêiseres na superfície, cuja pressão podem fazer o cometa desviar.

Atualmente, a NASA trabalha oficialmente
com 3 cenários:

1) EPIC FAIL: O Cometa explode na passagem por Marte, e teremos uma chuva de estilhaços entrando no sistema solar interior, em velocidades de 40Km/s, tamanhos e direções desconhecidas. Isso inclui a direção da Terra.

2) CHIAR E QUEIMAR: Devido a aceleração em direção do Sol e erupção de geiseres na superfície, ele pode se desintegrar antes mesmo de chegar ao Sol. Não seria visível ao olho nú, e teria um destino igual ao do cometa Elenin, mas neste caso, se tornaria em 40 toneladas de meteoritos errantes, que podem cair em qualquer lugar.

3) FAZER HISTÓRIA: Seguir o curso normal e ser o cometa do século, mais brilhante que a lua cheia. Se caso isso acontecer, como ele é um cometa que vai passar muito rasante ao Sol, e há ainda três possibilidades.

a) EXPLODIR NO PERIÉLIO em 28 de novembro de 2013, e se tornar em uma chuva de meteoritos de altíssima velocidade, e de tamanhos e direções desconhecidas. Na pior das hipóteses, a Terra seria bombardeada com uma chuva de meteoritos a 47 km/s no Natal, entre 25 e 26 de dezembro de 2013.

b) IR EMBORA, deixando um rastro de fragmentos que será visto como chuva de estrelas cadentes em 14 e 15 de janeiro de 2014, podendo eventualmente causar problemas nos satélites de comunicação.

c) CAIR DENTRO DO SOL e explodir como uma bomba atômica.

Considerando a quantidade de cenários propostos, a verdade é que a NASA não tem certeza de nada que vai ocorrer com o cometa depois de 1º de outubro. 
Ou seja, tudo pode acontecer, e eles não estão certos de nada.
É muito preocupante ouvir uma coisa destas da NASA. 
Considere ainda que a pouco mais de 2 meses, a NASA lançou um vídeo, onde explica que o cometa pode se dividir e formar outros cometas menores e de trajetórias imprevisíveis.

SITUAÇÃO DE IMPACTO DIRETO DO COMETA ISON COM A TERRA

Energia liberada: 17 milhões de Megatons
Tamanho do cogumelo: 82 Km
Diâmetro da cratera: 73Km
Profundidade da cratera: 1Km
Duração da Explosão: 18 minutos
Efeitos: Tudo num raio de 200Km é vaporizado.
Luz liberada: Queimaduras de 3º grau estando a 800Km do impacto.
Terremoto: 9,4 na escala Richter no local do impacto
Som: No mínimo 60 decibéis estando em qualquer lugar do planeta.
Tsunami: 180 metros com velocidade Mach 8, podendo subir até montanhas se for próximo do impacto (500Km).
Fonte:http://issoeofim.blogspot.com.br


                                        Veja os Vídeos Abaixo:


                                              Fonte:ScienceAtNASA


                                               Fonte:NASAgovVideo

Nenhum comentário:

Postar um comentário