1b

1

domingo, 23 de setembro de 2018

BRASIL - Suposta EXPLOSÃO de nuvem chama atenção de fazendeiros em Bom Jardim de Goiás!

Agricultor presenciou momento em que nuvem em formato de bola caiu sobre uma plantação de buritis. Meteorólogo do Inmet ressalta a possibilidade de explosão.

Imagem ilustrativa - Nuvem Cumulonimbus (Foto: alexander/Flickr)

A queda de uma nuvem em formato de bola tem provocado curiosidade científica em fazendeiros da região da Taboca, em Bom Jardim de Goiás, a 360 quilômetros de Goiânia. Por volta das 18h da última quinta-feira (13), o produtor rural Enivaldo Afonso, mais conhecido como Mozart, presenciou o mencionado fenômeno, que além das nuvens apresentava tarjas vermelhas, semelhantes a fogo. Segundo ele, minutos depois de tê-lo avistado, “a coisa” caiu sobre uma plantação de buritis, causando um “enorme estrondo”. O evento natural não foi registrado, mas com base nas características relatadas, especialista do Instituto Nacional de Meteorologia, em Brasília, Mamedes Luiz Melo, afirma que o caso pode se tratar da explosão de uma nuvem.

Depois do estouro, a região ainda foi alvo de uma tempestade de granizo, a qual deixou uma camada de gelo em um raio de 4km da sede da fazenda. Onde a nuvem explodiu, porém, a o gelo tinha uma profundidade de até 1,5m. O volume da chuva, com duração de 1h30, foi suficiente para estabelecer o curso de um pequeno córrego, que estava seco. Na mesma propriedade, a casa do pai de Mozart foi inundada.

Para Mamedes, tudo indica que foi uma microexplosão de um tipo de nuvem conhecido como cumulonimbus, seguida de uma tempestade de granizo. “Não é um fenômeno raro, mas também não é tão frequente. Acontece mais nos Estados Unidos. A nuvem pode chegar a 12km de altura. Lá em cima é muito frio e se ela está carregada, as gotículas se condensam formando o granizo. Abaixo, porém, a temperatura não seja suficiente para congelar a água. O peso pode ter sido demais para a núvem, que cai de vez com o seu peso, provocando uma explosão, como se fosse uma bomba mesmo. Provoca muito estrago. O agricultor teve sorte, porque caiu próximo de sua casa”, explica.

O titular da Secretaria Municipal de Meio Ambiente de Bom Jardim, Lindomar Pereira, esteve na fazenda e afirma nunca ter visto nada parecido na região. “O Mozart relatou que viu o fenômeno e imediatamente ligou para a esposa, que estava na cidade, para saber se, de lá, ela também avistava a nuvem, foi quando ele viu tudo cair e ouviu um estrondo muito forte, semelhante a uma colisão entre carretas em alta velocidade. Não deu pra gravar ou tirar foto porque o celular dele é antigo. Mas estivemos lá e vimos a destruição resultante, além da quantidade incomum de gelo”.

Com o início da chuva, o fazendeiro não conseguiu conferir o que tinha acontecido. Com o fim da tempestade, ele foi ao local e notou árvores arrancadas e quebradas. “Outro fazendeiro estima que os ventos naquele dia atingiram uma velocidade de 120km/h. Ainda não sabemos o que que pode ter acontecido, mas sem dúvidas foi algo incomum. Vamos atrás de um especialista no assunto para avaliar a situação e acabar com a curiosidade”.

Detalhes

O Mais Goiás tentou contato com Mozart pelo celular, mas as ligações não foram atendidas. No entanto, a filha dele, Vanessa Guedes, 26, falou com a redação e expôs um outro acontecimento decorrente da tempestade. “No sábado (15), meus pais encontraram dois bezerros mortos perto de uma represa que temos, a qual estava cheia de gelo. Ambos morreram congelados e atolados no gelo. Conseguiram remover um do local com ajuda de um trator e cabos de aço. O outro se afundou e ainda não foi detectado. Sem dúvidas, este foi um evento muito incomum.

A ela, Mozart revelou ter ficado com medo. “Me disse que entrou em choque. Entrou na casa e ficou em um cantinho esperando a chuva passar. No momento do estouro, viu um clarão e ouviu um barulho forte, mas tava ventando e caindo muita água e ele não conseguiu saber o que acontecia. Ficou com medo, estava sozinho. Depois da tempestade, ele saiu e viu que a antena parabólica, pés de buritis e partes do telhado tinham sido arrancados. Foi um susto, nunca nem tínhamos ouvido falar de uma coisa dessas aqui na região”.
Mais um post by: UFOS ONLINE

                                                Veja o Vídeo Abaixo:

Um comentário:

  1. Na verdade pelo q se vê foi uma pedra só de gelo tal e qual qdo está no céu q caiu ela não se dispersou antes de chegar ao solo!!!! Tem razão mesmo de estar acuado o fazendeiro,tbm por uma dessa ninguém espera! E agora se fosse num grande centro o q sobraria do local afetado? Dá pra imaginar pelas imagens da clareira formada e o tamanho da pedreira!
    Este lembra tbm o evento de Tunguska na Sibéria a 100 anos atrás, salvo as proporções até onde se sabe neste não foi gelo parece mas sim uma bola de energia tipo aquelas de plasma em tempestade de raios mas tbm de um tamanho e comportamento anormal ,o estrago foi segundo estimativas de 10megatons! E o q ocorreu com as árvores naquele se parece mto com este de Goiás!!

    ResponderExcluir