1b

Bolivia TRINIDAD catalunia Angola portorico dominica Chile México India Israel malasia noruega Australia Mozambique colombia Equador Camboya Bulgaria Romenia Costa Guatemala Polonia Lanka Suiza Vietnam Panama Finlandia Belgica Tailandia Bhutan San Domingo Peru

terça-feira, 25 de abril de 2017

Vladimir Putin: "95% da classe dominante no mundo não são humanos", mas híbridos répteis de "sangue frio"

Putin afirma em reunião extraordinária: ''O mundo é governado por híbridos reptilianos''

Há um rumor sobre uma reunião extraordinária convocada por Vladimir Putin, presidente da Rússia, que, aparentemente, afirmou que "95% da classe dominante no mundo não são humanos", mas híbridos répteis de "sangue frio" e "membros de um antigo culto ".
Ao participar de um fórum de porta fechada com os mais altos níveis de governo e do seu pessoal em St. Petersburg -, Putin respondeu a perguntas sobre o vazamento de papéis chamados Panamá e observou que por trás da conspiração estão: agências de espionagem dos EUA, o bilionário húngaro George Soros e um pessoal do crime organizado.

Fontes próximas a Putin alegaram de que ele bateu na mesa e disse: "George Soros, você é um dragão astuto, esta é uma guerra." Ele até prometeu aumentar as sanções contra Open Society de Soros.

Quando questionado por um assessor, com o que ele quis dizer com "dragão" (incomum na palavra russa), Putin suspirou profundamente e, com o olhar, advertiu que nem tudo é o que parece quando se trata de como funciona o mundo.

Além disso, o presidente russo disse que a evidência estava em toda parte e, pessoalmente, tinha um profundo conhecimento dos seus negócios; Ele explicou que não era um deles, mas tentaram atraí-lo para o seu antigo culto "babilônico".

Vladimir Putin sublinhou que a humanidade tem sido manipulada para ser "inconsciente" através da programação de mídia e política. Um exemplo perfeito foi os recentes documentos de Panamá.
Fonte:semprequestione
Mais um post by: UFOS ONLINE

                                            Veja o Vídeo Abaixo:

Nenhum comentário:

Postar um comentário