1b

Bolivia TRINIDAD catalunia Angola portorico dominica Chile México India Israel malasia noruega Australia Mozambique colombia Equador Camboya Bulgaria Romenia Costa Guatemala Polonia Lanka Suiza Vietnam Panama Finlandia Belgica Tailandia Bhutan San Domingo Peru

segunda-feira, 27 de março de 2017

BRASIL - Câmara Municipal de São Paulo abre seu plenário para seminário sobre extraterrestre!!

ETs invadiram a Câmara Municipal de São Paulo no sábado (25). Não propriamente
visitantes espaciais, mas ufólogos que promoveram no plenário o "Seminário Científico
sobre Extraterrestres do Nosso Passado", a convite do vereador Toninho Paiva (PR).
"É preciso desatarraxar o parafuso da história, porque eles [alienígenas] efetivamente estão chegando" , afirma o mestre de cerimônias Claudio Alba, 62, após a execução do Hino Nacional. A plateia ocupa as 55 poltronas azuis reservadas aos vereadores, mais
boa parte das 150 cadeiras extras dispostas no espaço.
"A pergunta é se chegarão ou se voltarão", diz na fala seguinte Julio Acosta­Navarro, 52,
da Academia Latino­ Americana de Ufologia Científica, que organiza o evento.
Para discutir a vida lá fora, Navarro levou para dentro da Câmara Municipal cientistas
que acham "que ufologia é uma ciência, sim, e uma ciência nobre, nova, que não se
ensina nas faculdades", fala, enquanto um telão exibe imagens de galáxias e filmes como
"Independence Day".
Não é uma turma qualquer, diz à Folha, apresentando credenciais: é cardiologista com
PhD da USP. Além da vida espacial, é conhecido por outra paixão, o vegetarianismo.
Outros palestrantes também detêm títulos acadêmicos, fora especialidades como
"pesquisador de trans comunicação espiritual", "Pós-Graduação em psicologia energética
corporal e consciência" e "ex­-meteorologista sênior do Weather Channel nos EUA".
Navarro reclama que a ufologia "é vista de uma maneira preconceituosa, com muita
fantasia, desconhecimento". Hollywood tem sua culpa no cartório, ao criar estereótipos
do monstrinho verde em obras como "Marte Ataca!", diz –prefere os filmes "Contatos
Imediatos de Terceiro Grau" ("diria que tem 70% de aproximação com a verdade"),
"Contato" e "O Dia em que a Terra Parou" (mas o de 1951, não a versão de 2008 com
Keanu Reeves, avisa).
"Na verdade, os fenômenos reais mesmo são muito mais extraordinários", afirma o
ufólogo, que em fevereiro foi a Cusco (Peru) atrás de múmias que crê serem de ETs.
Para Navarro, aliás, a chave para entender outros mundos pode estar no nosso passado.
Eram os deuses astronautas? Narrativas religiosas mostram que Maomé, Moisés e Jesus
Cristo, por exemplo, podem ter sido "contatados autênticos". Hoje a Academia de
Ufologia identifica 72 casos de contato com aliens, 25 deles com "alta probabilidade" de
serem verdade. Infelizmente, diz Navarro, casos midiáticos são os mais sensacionalistas.
Os visitantes podem vir do próprio sistema solar ou de galáxias próximas. Os perfis
diferem, segundo Navarro. Como nós, terrestres, que podemos ser um escocês de dois
metros de altura ou um pigmeu da África. "Eles podem estar infiltrados, por serem
fisicamente iguais [a humanos]. Há também relatos dos clássicos seres menores, ora
mais morenos, ora mais brancos."
A comunicação também varia. Pode ser telepática e até em línguas humanas. Navarro
relata o caso do gaúcho que conheceu um ET ignorante em português. Usaram o
alemão.
O diálogo com o governo é um que precisa acontecer, diz Navarro. Ele celebra dois
avanços: em 2015, pesquisadores falaram no Círculo Militar de SP, em 2016, na
Assembleia Legislativa paulista –no mesmo ano, o deputado estadual Edmir Chedid
(DEM) apresentou projeto para regulamentar a profissão de ufólogo.
"Em 2017 será o quê? O Congresso? A Presidência?"
O colega Claudio Alba agradece a porta aberta por Toninho Paiva, "um católico
convicto" sem medo de "expandir as fronteiras". Esperado para a fala de abertura, o
 vereador não foi ao evento.
Mais um post by: UFOS ONLINE

                                              Veja o Vídeo Abaixo:


                                           Fonte:Sony Pictures Brasil

Nenhum comentário:

Postar um comentário