1b

Bolivia TRINIDAD catalunia Angola portorico dominica Chile México India Israel malasia noruega Australia Mozambique colombia Equador Camboya Bulgaria Romenia Costa Guatemala Polonia Lanka Suiza Vietnam Panama Finlandia Belgica Tailandia Bhutan San Domingo Peru

quarta-feira, 2 de março de 2016

INVASÃO DE ESCARAVELHOS 'Praga Bíblica' Escaravelhos Invadem Praia na Argentina!!

Na segunda, dia 29 de fevereiro, as praias de Mar de Ajó e San Bernardo, em Buenos Aires, na Argentina, foram invadidas por milhões de besouros negros, que afugentaram os turistas e banhistas.
Até parece cena das pragas bíblicas da novela Os Dez Mandamentos: duas praias argentinas foram invadidas por milhões de escaravelhos (foto: Twitter/C5N/Reprodução)

A imagem da areia toda coberta pelos insetos acabou virando notícia e se espalhou pelas redes sociais. Muitos internautas brincaram com o acontecimento, dizendo que era uma "praga bíblica". O usuário Kaneki Senpai chegou a publicar no Twitter uma mensagem dizendo que havia capturado milhares de besouros e que os venderia na internet – ele postou até um link do site de leilão com o anúncio que pede mil pesos, ou cerca de R$ 333, por um quilo de insetos.

Segundo o jornal argentino La Nación, esse fenômeno curioso ocorre constantemente nas praias de Buenos Aires desde 2009. Os escaravelhos responsáveis pela "praga" moderna só têm quatro dias para conseguirem se reproduzir. Por isso, criam esse verdadeiro "evento" em prol da perpetuação da espécie.

Na natureza, existem 30 mil espécies de besouros. Eles vão desde o pequenino caruncho que vive em nossas casas, "atacando" farináceos, até o Onthophagus taurus, que tem a capacidade de levantar 1.141 vezes o próprio peso.
Esses besouros têm pouco tempo para realizarem o acasalamento. Por isso, se aglomeram para garantir a reprodução da espécie (foto: Twitter/C5N/Reprodução)
Mais um post by: UFOS ONLINE

                                                Veja o Vídeo Abaixo:


                                                  Fonte:c5n

Um comentário:

  1. Então isso é um fenômeno , nada demais...

    ResponderExcluir