1b

Bolivia TRINIDAD catalunia Angola portorico dominica Chile México India Israel malasia noruega Australia Mozambique colombia Equador Camboya Bulgaria Romenia Costa Guatemala Polonia Lanka Suiza Vietnam Panama Finlandia Belgica Tailandia Bhutan San Domingo Peru

sábado, 9 de maio de 2015

BRASIL: Objetos são Vistos no Céu na Região de Bauru; Especialistas Comentam

Objeto brilhante no céu chamou a atenção de moradores (Foto: Mariana Silva / VC no G1)

Moradores enviaram imagens registradas em Jaú e Santa Maria da Serra.
Segundo astronauta Marcos Pontes, pode ter ligação com nave russa.
Objetos brilhantes foram vistos no céu da região de Bauru (SP) nesta semana. Dois moradores registraram o momento e ficaram curiosos, ainda mais com a informação sobre a aeronave espacial russa Progress, que cairia na Terra na quinta-feira (7). Segundo agências, a aeronave espacial Progress se desintegrou completamente ao reentrar na atmosfera da Terra sobre o Oceano Pacífico na noite de quinta, às 22h04, horário de Brasília.
Dois registros foram feitos na região, um em Jaú (SP) e outro em Santa Maria da Serra (SP). A moradora de Jaú, Mariana Silva, registrou um objeto brilhante no céu no final da tarde de quinta-feira (7). Ela enviou a imagem por meio da ferramenta colaborativa VC no G1. "Achei a imagem parecida com as mostradas no Jornal Nacional, sobre a nave Russa, e registrei para algum especialista informar se é realmente isso", informou.
Já em Santa Maria da Serra (SP), uma bola de fogo foi vista por um casal, por volta das 17h30, na quarta-feira (6). Carlos Augusto Medeiros Mousinho e sua esposa Sandra Pinese Bizeto estavam na frente da loja deles, quando viram o objeto, que segundo Carlos, demorou para desaparecer.
“Ele demorou uns 20 minutos até sumir atrás do morro em direção à Barra Bonita. Ainda deu tempo da minha esposa entrar pegar a câmera”, afirma. O casal ficou curioso sobre o fenômeno. “Era muito brilhante, não parecia um avião”, alega Carlos, que contou que o objeto estava se afastando da cidade.
Nave russa
O astronauta brasileiro Marcos Pontes, em entrevista ao G1 nesta sexta-feira (8), comentou sobre as imagens. 
Pontes observou as fotos feitas dos objetos e disse que poderia ser tanto um meteoro, quanto lixo espacial. “Na terra caem meteoros todos os dias e essa é uma possibilidade. Pode ser também um resíduo dessa aeronave [russa, que caiu na Terra], que fica com nuvens de destroços ao lado. Parte desse material poderia cair em qualquer lugar da terra, menos nos polos”, afirma. Pontes explica que a aeronave espacial russa não era tripulada. “A espaçonave era de carga, não tinha ninguém dentro”, afirma.O astronauta brasileiro disse ainda que os objetos vistos na região poderiam ser parte da nave russa caindo por causa da órbita da Terra, já que nas horas que foram vistos pelos moradores, seria o momento que a órbita estaria passando pelo Brasil no fim da tarde, principalmente na quinta-feira, porque estava mais perto. 
“Pode ser pela órbita da Terra, que passou no mesmo horário na quarta e quinta-feira sobre o Brasil, mas não é possível afirmar que seja a nave. Pode ser qualquer outro lixo espacial ou meteoro”, explica.
Lixo espacial
O Professor Rodolfo Langhi, responsável pelo Observatório Didático de Astronomia da UNESP Bauru, analisou as fotos tiradas na quarta-feira e disse não ser possível afirmar o que era o fenômeno, mas acredita que o bólido – bola de fogo – não seja um avião. “Isso pode ser um pedaço de um satélite fabricado pelo homem que foi atraído pela gravidade da Terra ou um meteoro. Tem 70% de chance de ser lixo espacial”, afirma.
O professor explicou que quando esses objetos caem na terra, eles costumam ser totalmente desintegrados. Pontes e Langhi concordam que o fenômeno não duraria 20 minutos. “É muito tempo, mas as pessoas podem se confundir”, explica Langhi.
Avião
O professor do Departamento de Astronomia da USP de São Paulo, Roberto D. Dias da Costa, acredita que as fotos tiradas na quarta-feira e o vídeo feito na quinta-feira sejam aviões. “As fotos parecem muito com trilhas de condensação de aviões a jato pois são bem simétricas. Como o ar está frio, aviões a jato em grandes altitudes deixam trilhas de condensação exatamente com essa aparência", afirma.
Costa também acredita que não seja parte da aeronave russa. “A nave russa passou várias vezes sobre a América do Sul ontem (7) durante o dia, porém em altitude muito grande, acima de 100 km, e durante a noite caiu no sul do oceano Pacífico. É difícil que essas fotos estejam relacionados com ela”, acredita.
O astrônomo Júlio Lobo também acredita que os objetos sejam aviões, que não parecem meteoros caindo na Terra.
* Com informações da TV TEM.
Sandra Pinese Bizeto registrou o objeto em Santa Maria da Serra (Foto: Sandra Bizeto / arquivo pessoal)
Mais um post by: UFOS ONLINE

                                                   Veja o Vídeo Abaixo: 


                                           Fonte:News Vídeos HD

Nenhum comentário:

Postar um comentário