1b

Bolivia TRINIDAD catalunia Angola portorico dominica Chile México India Israel malasia noruega Australia Mozambique colombia Equador Camboya Bulgaria Romenia Costa Guatemala Polonia Lanka Suiza Vietnam Panama Finlandia Belgica Tailandia Bhutan San Domingo Peru

domingo, 14 de setembro de 2014

Durante Tempestade em Houston centenas de pessoas flagram ovnis pairando sobre o centro da Nasa


Às vezes, eventos isolados de supostas imagens de ovnis causam furor nas redes sociais e em sites que abordam este tipo de questão. Em sua maioria, os fenômenos caem no descrédito, pois acabam como meros acontecimentos avistados por uma ou outra pessoa. Contudo, imagine o que acontece quando centenas de moradores são testemunhas de um único evento ao mesmo tempo. Foi isso o que aconteceu durante uma tempestade na última semana em Houston, no Texas, ocasião em que uma enxurrada de fotos e vídeos invadiram a internet com supostas imagens de óvnis. Nos flagras aparecem luzes coloridas piscando, em forma de círculos, em intenso movimento no céu.  
Algumas das melhores cenas foram gravadas pelo músico Andrew Pena, de Houston. Ele registrou as intrigantes imagens quando estava na rodovia interestadual 45. E o mais interessante de tudo isso é que as cenas foram gravadas a somente 20 quilômetros de distância do Centro Espacial Johnson, o que levou muitos a acreditar que, na verdade, tudo não passou de algum teste de um novo “brinquedo” da NASA, um "disco voador supersônico" lançado, originalmente, do Havaí em 28 de junho.
O dispositivo, chamado oficialmente de Desacelerador Supersônico de Baixa Densidade, serviria para garantir o pouso seguro de naves e sondas espaciais em outros planetas, como Marte. Algumas outras teorias para explicar o fato são mais terrenas, como um balão meteorológico, o reflexo de uma luz de rua, luzes de um estádio ou um drone. A NASA, até o momento, não se pronunciou sobre os acontecimentos.
Mais um post by: UFOS ONLINE

                                              Veja o Vídeo Abaixo:


                                              Fonte:Andrew Peña

Nenhum comentário:

Postar um comentário