1b

Bolivia TRINIDAD catalunia Angola portorico dominica Chile México India Israel malasia noruega Australia Mozambique colombia Equador Camboya Bulgaria Romenia Costa Guatemala Polonia Lanka Suiza Vietnam Panama Finlandia Belgica Tailandia Bhutan San Domingo Peru

terça-feira, 23 de abril de 2013

A Queda de um UFO na Alemanha Nazista em 1937

Dez anos antes de uma nave alienígena cair na propriedade rancheiro Mack Brazel perto de Roswell, Novo México, um disco voador (OVNI) perdeu o controle e caiu sobre a zona rural da Alemanha nazista. Esta história incrível encoberta por ambos os EUA e a URSS por mais de 70 anos, é supostamente a base real para a intensa pesquisa nazista em aviões, sem asas e em formato disco; Hitler e a obsessão de Himmler com tecnologia exótica e discos voadores levou a incríveis experimentos físicos feitos pela SS que culminaram em discos voadores e do famoso 'Bell', um motor multi-dimensional bizarro que a neutralizava a força da gravidade ocasionando uma fissura no próprio espaço-tempo contínuo criando efeitos incríveis e horríveis.
Em 1937, como a Alemanha nazista foi surgindo das cinzas da velha República alemã e acabou tornando-se a primeira superpotência do mundo real, quando ocorreu algo inesperado, a queda de uma nave alienígena em pleno território alemão. E imediatamente o exército alemão já estava lá para pegar as peças. Não há registro, no entanto, indicar se algum corpos também foram recuperados.
Quando a noticia do "OVNI acidentado" chegou ao alto comando alemão e por sua vez o relatório chegou à mesa do Führer, ele imediatamente ordenou elementos da Luftwaffe e os melhores especialistas aeronáuticos da Alemanha para peneirar os restos. Aparentemente, o OVNI danificado foi transferido para uma instalação em 24 horas guarda perto do Reno. Algumas peças também foram levados para uma instalação perto da fronteira austríaca.
Alegadamente, os membros das equipes que trabalharam na tecnologia alienígena avançada eram da Luftwaffe, o Ministério de Armas liderados por Albert Speer, e formal do Conselho de Pesquisa, o "Reichsforschungrat", composto por professores universitários e engenheiros industriais.

Horton irmãos responsáveis pela famosa "Asa Voadora"
também foram convocados

Como Equipes foram montadas com o objetivo de fazer uma engenharia reversa do que foi recuperado e entre os Especialistas também foram chamados os irmãos Horton que mais tarde iriam projetar e testar uma das aeronaves mais revolucionárias por ser em formato de asa e com propulsão a jato do Mundo e vindo a ser o Primeiro Caça-bombardeiro. Algumas das Tecnologias e seus resultados podem ter Sido adquiridas a partir de um intenso estudo da nave alienígena.
Mais tarde, a experiência de Viktor Schauberger foi aproveitada. Ele foi o inventor do motor imploder revolucionário que criou um vórtice de implosão.

Viktor Schauberger

O motor pode ter sido a base para os experimentos posteriores da SS na Polônia com o notório Glocke (Bell), que teria criado fendas inter-dimensionais no espaço-tempo.

Experimento nazista com dispositivo anti-gravidade, o Glocke

O Pesquisador italiano Renato Vesco, em seu livro clássico e bem pesquisado, Intercepte mas não Atire: A Verdadeira História dos Discos Voadores afirma que os nazistas estavam trabalhando em vários sistemas de propulsão avançados e dispositivos anti-gravidade para o seu projeto de arenovaes em forma de disco ou lenticular.

Esquemática alemã de uma versão avançada de disco


Nave alienígena estimularam esforços alemães de engenharia. Embora muito influenciado pela captura de um disco real, a investigação sobre aeronave circular vinha acontecendo já em experimentos na Itália antes de 1920 com jatos bruto anexados aos discos aerodinâmicos.
A nave alienígena havia servido para o progresso de propulsão, eletrônica e forneceu pistas para projetos viáveis​​, mas os cientistas estavam confusos (perdidos) em relação à metalurgia pelo fato de ser composto por materiais desconhecidos para eles e impossível de duplicar no laboratório.
Alguns dos mais avançados engenheiros e físicos teóricos da Alemanha foram pessoalmente encarregados por Hitler para obter o funcionamento da tecnologia e torná-lo disponível para o esforço de guerra. No que diz respeito, gênios como Ballenzo, Habermohl, Miethe e Schriever foram recrutados.
Documentos capturados pelos Aliados após o fim da guerra indicam que Schriever foi o primeiro a ter algum sucesso com a tecnologia de disco.

Desenho do primeiro "Disco" feito por Schriever

Sua própria pesquisa, agravado por que havia até então sido deduzida a partir do OVNI recuperado, lhe permitiu construir um protótipo trabalhando com motores a jato especialmente projetados. A nave, no entanto, era instável. As duas primeiras versões terminaram em acidentes desastrosos matando os pilotos de teste.

Com a Guerra se intensificando, os Nazistas aceleram os seus projetos com "Discos"

Como avançar dos anos e os Aliados iniciando os ataques a Alemanha, alguns oficiais nazistas começaram a pressionar Schauberger a adaptar um versão do seu motor anti-gravitacional para servir como força motriz para um tipo diferente de disco utilizando o motor de propulsão de vórtice.
Motor a Implosão de Viktor Schauberger

Disco Alemão projetado em torno do motor imploder

Embora os engenheiros e cientistas nazistas haviam construído seus primeiros discos experimentais de aço pesado ou alumínio leve, o aço ainda provou ser demasiado pesado e o alumínio muito mole e não forte o suficiente para suportar o estresse submetido a ela quando moldado em uma nave em forma de lente.
Cientistas frustrados finalmente desistiram de tentar desvendar o mistério do metal alienígena e conseguiram criar sua própria versão com uma liga de alumínio e magnésio, em 1944. A nova liga foi exatamente o que precisava para projetar um protótipo maior e melhor. O metal era leve, ainda mais durável que o alumínio simples.
Hitler pressionou os engenheiros diante de maior frenesi. Alemanha estava agora sofrendo bombardeios noturnos e fábricas em todo o país havia sido transferidas para gigantescas instalações subterrâneas. Linhas de produção de aeronaves estavam sendo prejudicadas ou destruídas e as instalações de foguetes executados por Werner von Braun em Peenemünde não foi possivel reconstruir em plena capacidade depois de ter sido bombardeado em 1943.
Trabalhadores escravos, em sua maioria eslavos, foram pressionados no serviço para produzir foguetes V-2, aviões avançados, combustíveis sintéticos, explosivos elevados ... e incríveis discos de controle remoto
O Kugelblitz, as misteriosas bolas de energia

Ataque mortal das misteriosas Bolas Relâmpago (Kugelblitz) 

De acordo com documentos e o testemunho de trabalhadores sobreviventes, escravos poloneses, os alemães realmente haviam criado uma linha de produção para fabricar uma arma disco voador chamado Kugelblitz (bola relâmpago)..

Foto obtida pelos Aliados que os chamavam de Foo-fighters.

O Kugelblitz foi o verdadeiro primeiro disco voador já fabricado por qualquer outra nação na Terra. Vários dos testes foram feitos secretamente com a presença de Hitler e seu chefe da SS, Heinrich Himmler.

Foto Rara : Um Bombardeio sendo perseguido por um Kugelblitz

De acordo com documentos capturados, ojetos rádio-controlados foram feitos nas fábricas subterrâneas em Turíngia e em tamanhos variados de 10 a 15 metros de diâmetro. Consta que eles eram surpreendentemente faceis de manobrar e foram capazes de atingir velocidades de mais de 1.250 quilômetros por hora. Emitiam um campo electro-estática forte projetada para interromper os circuitos elétricos de aeronaves convencionais, causando efeitos fatais nos aviões inimigos que perdiam o controle e mergulhavam para a morte.
Outros protótipos de discos foram projetados e adaptações de engenharia foram feitas.

Alguns chegaram até os testes de túnel de vento.Alguns protótipos de disco alguns das primeiras tentativas de Schriever foram construídas e voaram.
Cerca de 18 meses antes de os alemães se renderam, Hitler fixou suas esperanças sobre o incrível potencial de uma gama enorme de super-armas. A maior das armas eram sua nova classe de armas vingança.

Hipersônico V-3 - Um dos Projetos de Mísseis de cruzeiro da Alemanha

As antigas armas V eram o avião-foguete V-1 e intra-continental míssil V-2. Sonho de Hitler imaginou os primeiros mísseis de cruzeiros do mundo: a V-3 sub-orbital, foguete intercontinental hipersônico capaz de atingir Nova York e Washington.



Disco Nazista Vril durante o voo de teste sobre aeródromo alemão indeterminado

Oficiais alemães no campo de pouso com o protótipo de Disco Vril ao fundo

                                       Veja o Vídeo Abaixo:


                                            Fonte:Chen Jovem

Um comentário:

  1. Está certo... Um ovni cai na Alemanha e o exército foi lá pegar os pedaços... Mas não há registro?? PIADA de mal gosto!!
    Daí os ET's deram um pedaço de tecnologia para cada estudar e evoluir em plena guerra?

    Já sei - Teoria da conpiração nº1 - Assombrar todos os povos crédulos; 2º - Propor uma liga das nações de defesa mundial quiça, intergalática; 3º - Conectar todos e assombrá-los via wi-fi para mantê-los passivos; 4º - Deixar todo mundo híbrido...

    Certo... Estou feliz com a evolução da criatividade humana. Tudo bem, vez por outra vejo luzes estranhas no céu, mas.... Diminui o peixe que eu apago a luz.

    ResponderExcluir